Curso GD&T – Aplicação em Ferramentas e Dispositivos | QPED12

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Módulo I: Comparações entre Produtos e Ferramentais
Neste módulo faremos uma comparação entre a aplicação de GD&T em produtos, quer seja a nível de peças, conjuntos ou produto acabado, com a aplicação de GD&T em ferramentais envolvendo ferramentas e dispositivos de fabricação, montagem e controle, incluindo as suas derivações.

Módulo II: Fundamentos da Aplicação das Tolerâncias
Neste módulo apresentaremos os fundamentos e os conceitos estatísticos e numéricos para a definição das tolerâncias para ferramentas e dispositivos a partir do desenho do produto, o uso das condições virtuais e resultantes, o estabelecimento das regiões de aceitação e rejeição e as práticas de tolerância para calibradores funcionais e o impacto destas tolerâncias no dimensionamento funcional. Exercícios de aplicação referente ao conteúdo do módulo usando casos do apresentador e dos desenhos dos participantes, quando for disponibilizado. 

Módulo III: Aplicação em Ferramentais de Produção
Neste módulo apresentaremos os fundamentos e a metodologia para aplicação de GD&T em estampos, moldes e dispositivos de fabricação e montagem a partir do desenho do produto, contemplando as transformações das tolerâncias do produto para as tolerâncias de ferramentas. Exercícios de aplicação referente ao conteúdo do módulo usando casos do apresentador e dos desenhos dos participantes, quando for disponibilizado.

Módulo IV: Calibradores para Tolerâncias de Tamanho
Neste módulo apresentaremos os fundamentos e a prática para a especificação de calibradores passa não passa para as tolerâncias de tamanho, envolvendo a verificação pelo princípio de Taylor e os diversos tipos de calibradores. Exercícios de aplicação referente ao conteúdo do módulo usando casos do apresentador e dos desenhos dos participantes, quando for disponibilizado.

Módulo V: Aplicação em Dispositivos de Controle
Neste módulo apresentaremos os fundamentos e a metodologia para aplicação de GD&T em dispositivos de controle a partir do desenho do produto, contemplando o planejamento e o projeto dos modelos conceituais dos dispositivos de controle, o sequenciamento do controle, os cálculos e as transformações das tolerâncias do produto para as tolerâncias dos dispositivos de controle, para as três condições de material: MMC, LMC e RFS. Exercícios de aplicação referente ao conteúdo do módulo usando casos do apresentador e dos desenhos dos participantes, quando for disponibilizado.

DURAÇÃO DO EVENTO

24 horas em três dias contínuos de 8 horas cada, ou outra forma de distribuição da duração do curso, principalmente se o mesmo for na modalidade presencial online.

REQUISITOS E CONTINUIDADE

Recomendamos as seguintes sequências de cursos para que se tenha uma formação completa em GD&T – Especialista em Engenharia Dimensional (ver Trilha de Formação).

APRENDIZADO NO TREINAMENTO

No final deste treinamento, o participante terá aprendido:

  • Como transferir as marcações de GD&T do desenho do produto para o desenho de ferramentais de produção, considerando-se as práticas de transformação de tolerâncias.
  • Como definir a melhor estratégia de controle para as tolerâncias dimensionais e geométricas, considerando o volume de produção, os recursos disponíveis e os custos.
  • Como transferir as marcações de GD&T do desenho do produto para o desenho do dispositivo de controle, considerando-se as práticas de transformação de tolerâncias.
  • Como utilizar a estatística para definir a melhor estratégia de toleranciamento para aceitação ou rejeição de peças controladas por calibradores funcionais.
  • Como calcular as dimensões e tolerâncias de calibradores de tamanho para as dimensões lineares, baseado na norma construtiva de calibradores.
  • Como a influência da condição de material afeta o dimensionamento e toleranciamento de calibradores funcionais e suas respectivas tolerâncias.
  • Como projetar funcionalmente os calibradores para as diversas condições de material: condição máxima, condição mínima e condição independente.
  • Como elaborar procedimentos de controle, quer seja para dispositivos físicos (hard) ou para medição por instrumentos (soft), para minimizar os erros de medição.

TRILHA DE FORMAÇÃO